FOSPERJ participa de audiência pública na Alerj sobre Reforma da Previdência estadual

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Uma das grandes ameaças ao futuro do serviço público estadual e aos direitos dos servidores ativos, aposentados e pensionistas é a Reforma da Previdência do estado. Por exigência aos termos do novo Regime de Recuperação Fiscal, o Rio de Janeiro deverá fazer uma Reforma da Previdência nos mesmos moldes da aprovada aos servidores públicos federais.

Este foi o tema discutido em audiência pública na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), no dia 16 de setembro, na qual contou com a participação de representantes sindicais e servidores integrantes do Fórum Permanente dos Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (FOSPERJ). Com isso, a Alerj finalizou uma série de três audiências com os servidores públicos a fim de dialogar sobre o pacote de maldades enviado pelo governo estadual ao Legislativo na semana passada.

A Reforma da Previdência estadual prevê diversas modificações importantes e complexas como regras de transição. Alguns dos pontos mais duros são: a) aumento da idade mínima para aposentadoria; b) diluição da base de cálculo dos proventos de aposentadoria; c) redução do valor e tempo de recebimento das pensões; d) restrições ao pagamento de abono permanência; e e) possibilidade de taxação de inativos que recebem abaixo do teto do INSS.

Os integrantes do Fórum que estiveram na Alerj apresentaram argumentos precisos contra este que é um dos principais ataques aos servidores estaduais com efeitos aos atuais e aos novos servidores. Os representantes do Fórum deixaram claro que a reforma não atende aos servidores. A única exigência na adesão ao novo RRF é a idade mínima. Fora isso, todas as outras alterações não precisam ser discutidas.

O pacote de maldades proposto pelo governo estadual será votado na Alerj no próximo dia 21 de setembro. Contamos com a mobilização massiva dos servidores estaduais contra este desmonte!